Mecenas

Câmara Municipal de Matosinhos
luisa maria neves salgueiro
Luísa Maria Neves Salgueiro
PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MATOSINHOS

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc eu libero ac urna semper tempor et in nunc. Nam non varius lorem, ac aliquam erat. Curabitur a neque magna. Morbi eu nibh a purus blandit ultricies. Donec enim est, scelerisque eget fermentum id, laoreet nec est. Curabitur ac ante in erat maximus pulvinar eget convallis libero. Nullam enim dolor, commodo eu feugiat et, efficitur in turpis. Aliquam aliquet velit tortor, et convallis ex fermentum a. Duis aliquam quis libero eu viverra. In ut dignissim sapien.

In eget justo vitae arcu tincidunt cursus quis non tellus. Nam leo arcu, bibendum at odio sed, iaculis lacinia nisl. Nam nec hendrerit felis. Sed accumsan aliquam vehicula. Maecenas ac odio blandit, accumsan erat ut, rutrum massa. Nam erat lacus, rhoncus ut laoreet a, scelerisque vel sapien. Integer sollicitudin eget dui non luctus. Nunc blandit ultrices quam pharetra elementum. Aenean sit amet massa tellus. Vestibulum a vehicula augue. Cras eget aliquam nibh. Sed nec tellus tempus, interdum sapien mattis, tristique magna. Donec eu aliquam metus, eget semper arcu. Vestibulum auctor eros est.

Praesent massa augue, gravida a velit ut, porta cursus mauris. In vitae sapien gravida, posuere orci quis, consectetur neque. Integer id nunc malesuada, pellentesque ante in, egestas ligula. Nullam vel magna et dui pharetra commodo. Curabitur sagittis consequat massa, et interdum tellus consequat id. Integer ac luctus dui. Sed ut suscipit turpis. Sed facilisis placerat lacus sit amet gravida. Fusce tempus nulla at porta rhoncus. Suspendisse vulputate ornare porta. Pellentesque pellentesque lobortis nisl. Donec lorem elit, rutrum ac sapien sit amet, congue porta risus. Vivamus nec eleifend urna. Sed sit amet iaculis arcu. Phasellus dapibus sed turpis non commodo.

dr guilherme pinto
Dr. Guilherme Pinto
EX-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MATOSINHOS

Palavras dirigidas ao clube pelo Dr. Guilherme Pinto na comemoração do Centenário do CHPM.

“Fundado nos conturbados tempos finais da Monarquia, em 10 de Junho de 1910, o Centro Hípico do Porto e Matosinhos, completa o seu centenário no mesmo ano em que se comemoram os 100 anos da República. E, tal como o regime, o completar desta centúria demonstra a pertinência, vitalidade, utilidade e atualidade do projeto. O que não impediu que, tal como a República, os cem anos do clube tenham sido marcados também por momentos positivos, mas, igualmente, por períodos menos afortunados.

Durante as primeiras décadas, por exemplo, e não obstante o entusiasmo dos seus associados e dos amantes do desporto a cavalo, a verdade é que a instituição viveu permanentemente em sobressalto face a precariedade ou exiguidade das suas instalações. Foi só em 1967, depois de ter estado instalado no Bessa, Fonte da Moura e em Ramalde, que o Centro Hípico do Porto encontrou o seu espaço ideal: uma área privilegiada, ampla, com bons acessos, em Leça da Palmeira, nas margens de Leça e próximo do Parque Público da Quinta da Conceição que, por essa altura, tinha sido genialmente intervencionada pelo Arquiteto Fernando Távora.

Afinal acabou por acontecer ao clube aquilo que, desde há séculos, vem acontecendo a tantas outras instituições e pessoas: encontrou em Matosinhos o porto seguro e convidativo que fez com que, neste estuário, aqui lançasse definitivamente a sua âncora. De tal forma que a deliberação, tomada em Assembleia Geral de 30 de Março de 1995, de alterar a designação para Centro Hípico do Porto e Matosinhos, foi o corolário lógico de uma relação e cumplicidade que se estabeleceu de um modo profícuo ao longo destes mais de quarenta anos. Quatro décadas em que o clube encontrou sempre, na Autarquia, um parceiro fundamental. Desde a disponibilização dos terrenos por parte da Câmara Municipal para o Centro Hípico aqui se instalasse, até ao apoio regular que desde então tem prestado a atividades desportivas, formativas e de lazer promovidas pelo clube. Atividades que vêm obtendo inegável impacto na comunidade e contribuindo para a qualificação da vivência dos matosinhenses.

Esta é, por isso, uma parceria que importar acarinhar e aprofundar. Só assim, de resto, se justificará a continuidade por mais um século da instituição e do nosso envolvimento. Esse é o nosso desejo. A nossa certeza.”